A bandeira nacional de Angola divide-se horizontalmente numa metade superior vermelha e noutra inferior negra. O vermelho simboliza o sangue derramado pelos angolanos durante as lutas pela independência, enquanto que o negro simboliza o continente africano. O símbolo no centro é uma roda dentada e uma catana, cruzados, e uma estrela, que simbolizam os trabalhadores. A disposição destes símbolos assemelha-se, não por acaso, à disposição da foice e do martelo que se encontra na bandeira da antiga União Soviética, e é um símbolo de comunismo.

ONDE FICA LUANDA


Visualizar LUANDA em um mapa maior
Prima o rato na bandeira que chegas a minha casa

TRADUTOR

Seja benvindo. Você é o visitante

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Vida e Morte

Esta noite faleceu uma vizinha do prédio onde eu trabalho.

Colocaram, na entrada do prédio, uma mesa arrumada com uma toalha de festa e, sobre ela, uma foto da garota, apoiada em um vaso de flores de plástico, para que todos os passantes vejam. Muitos param para olhar a foto.

Lá em cima, mulheres choram, escandalosamente, a morte da menina. Dá para escutar do meu trabalho, que fica um andar abaixo.

Durante uma semana eles ficarão chorando diariamente. Depois, haverá uma festa com comida, bebida e música. Todos alegres.

Trabalhamos normalmente.

A cidade parou ao meio dia. Tudo fechado. Ninguém nas ruas. As 17 horas começaria o jogo Argélia X Angola.

Empatou 0 X 0. O jogo foi muito fraco, mas Angola está classificada.


DIA SEGUINTE
No saguão de entrada do prédio estavam algumas meninas a preparar o leito onde o corpo da menina virá a repousar esta noite.
Os prantos continuavam. Gritos escandalosos se ouvia vindos do andar superior. Os choros acontecem em espasmos. Contou-me o motorista que nos levou para o restaurante que isto pode levar de 24 horas a 7 dias, um mês ou até seis meses, "vai depender do sentimento da família. Tem casos que em que, de tanto chorar, atiram-se ao chão e até se machucam", disse-me ele. E prosseguiu: "as vezes o chefe da família quer esperar que todos os parente se reunam". Enquanto isto não acontece, o corpo fica na geladeira do necrotério aguardando o momento para vir ao velório.
Muitas pessoas apareceram durante o dia para visitar a família.
Quando voltei do almoço a mesa para o caixão já estava pronta, decorada com cetim branco e roxo.
Encontrei o pai da garota, que eu havia conhecido sábado passado quando preparava a festa de aniversário para a mesma filha que agora estava morta, Apresentei os meus pesames, ele me abraçou e pediu qualquer contribuição em dinheiro para ajudar no evento.
A noite, quando sai do trabalho, havia pessoas aos montes. Na porta do prédio, onde está a mesa com a foto da garota, foi colocado um toldo, e por toda a parte, dentro e fora do prédio, pessoas conversavam e bebiam. Havia muita gente, parecia a porta de entrada de uma balada. Todos estavam a aguardar a chegada do corpo da menina para a grande festa que deverá por acontecer antes do enterro.
Amanhã saberei mais.

TERCEIRO DIA
Amanheceu chovendo. Coisa rara em Luanda nesta época do ano. Mas choveu.
Quem sabe para abençoar a menina morta!?
Na entrada do prédio já se aglomeravam algumas pessoas e por toda a escada, que leva até o terceiro andar, onde mora a família da falecida, muitas outras pessoas estavam sentadas, conversando e bebendo cerveja. Durante todo o dia e noite o movimento foi intenso.
Não havia mais choro, agora, as pessoas conversavam animadas e riam, subiam e desciam as escadas, mais gente chegava.
O vigia me contou que o enterro foi de manhã cêdo, que, os que ficaram durante a madrugada, acompanharam o corpo até a igreja e, depois, para o cemitério. De lá, vieram para o prédio para comer e beber.
A foto da menina continua sobre a mesa.
"- Que a Morte seja louvada com muita festa!!!"
Disseram-me que amanhã o evento tem prosseguimento.


QUARTO DIA
Não houve nada. Apenas a foto da menina permanece sobre a mesa decorada de cetim branco e roxo.

 QUINTO DIA

Foi tranquilo. Sem movimento. A mesa com a foto da menina morta continua exposta.

SEXTO DIA

Houve choro, mas pouco. Logo começou a festa. Desta vez tinha pouca gente. Mas tinha cerveja.




4 comentários:

  1. Eduardo, aqui no Brasil falaram que o empate foi "conveniente",
    e Angola fica bem classificada para as quartas de final;
    fale sobre os próximos jogos de Angola;
    não tenho assistido os jogos porque não tenho a TV a cabo...
    Galotti

    ResponderExcluir
  2. nossa! que susto este título do post!

    ResponderExcluir
  3. Alterei o título. Mesmo porque a história continua e tem muito de vida nela. Aguarde. Beijos e muito obrigado pelas dicas.

    ResponderExcluir

Kuduro, Angola

Loading...

Nossas Bandeiras

free counters

Comentários que chegam por e-mail

Realce Edu!
Fico feliz em saber que vc está em Luanda.
Deve ser mesmo muito fixe. E os angolanos são com certeza muito giros.
Estou lendo o teu blog.
Miúdos nao são só bebes são caras de uma forma geral.
Eu tenho muitos amigos portugueses aqui em Estocolmo...
Se vc puder dê um pulo no velho continente antes de voltar para o Brasil.
Venha nos visitar na Suécia!
Adoraríamos ter vc por perto.
Beijinhos
J.
PS: Leia o Ondjaki, é um escritor angolano que vale a pena.


Oi Edu,
Muito legal mesmo o seu Blog, BARBARO !!!!!!
Vou estar em contato, vou aprender a participar, deixar comentários, etc..,
FOI O MAIOR PRAZER VISITAR O SEU BLOG E SABER DAS COISAS DAÍ,
Abraços,
G.


Muito legal seu blog!
Espero de coração que dê tudo certo prá você aí.
Grande abraço
E. (Mercearia)


Oi Eduardo,
Aqui no Brasil deram muito destaque ao ataque que a seleção de Togo sofreu na fronteira de Angola com o Congo. Vi nas reportagens que o local é ao norte, e achei muito legal vc colocar a posição de Luanda no mapa, percebemos que é no nível de Recife, mais ou menos.
Pelo jeito Angola é um barato, hein ?
Muito legal e um lugar de gente bonita !

Abraços, G.



Boas Tardes ó pá,

Gostei de falar consigo ontem deste jeito vamos ficar mais em contato do que se estivéssemos no Brasil.
O Blog tá bacana, para meu gosto (que cara chato este Alberto né) esta meio “chapa branca” você mal chegou e esta mais angolano que os angolanos... tem “viva angola” demais, aí fica difícil saber como é a fascinação ta meio ufanista.
Abs. e muito Axé

A.

Quem olha para fora sonha; quem olha para dentro acorda"

J.


Querido,espero que você esteja gostando da sua experiencia Africana.
Até quando você planeja ficar por ai?
Vou dar um jeito de te visitar e quem sabe fazer uma viajem juntos por ai...
Vai me dando noticias do seu tempo disponivel para a gente planejar.
Ja estou cheia de saudades!
Fiquei triste de não ter despedido pessoalmente.
Muitos beijos.

C.